source
null
Reprodução/Flickr

undefined

O governador de São Paulo, João Doria, criticou, nesta quarta-feira (14), a gestão do Ministério da Saúde sobre a questão dos repasses de kits intubação aos estados e municípios. Para Doria, foi um “erro gravíssimo” confiscar a produção de empresas nacionais que faziam os insumos do kit intubação.

Publicidade Publicidade

“Minha posição, como governador de são paulo e também em nome de dos governadores do Brasil, foi um gravíssimo erro do Ministério da Saúde de confiscar a produção de insumos das empresas brasileiras que produzem os medicamentos necessários para a intubação. Gravíssimo erro do Ministerio da Saúde realizado ainda durante a gestao do antecessor de Queiroga”, afirmou João Doria.

Ele ainda completou dizendo que “nenhum governo do estado, nehuma prefeitura ou hospital privado pode receber insumos para intubação de empresas brasileiras porque elas receberam o confisco, o sequestro pelo governo federal”.

Após o confisco, o governador afirmou que o Ministério da Saúde passou a repassar uma quantidade de insumos muito pequena, quase inexpressiva, aos estados, e que antes do confisco, não havia problemas de fornecimento.

Ainda segundo o governador, já foram encaminhados  nove ofícios ao Ministério da Saúde que alertam para a eminente falta de insumos para o kit intubação. 

Fonte: IG SAÚDE

Comentários no Facebook