Diretores apresentam ações de sucesso no desenvolvimento das Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNPs)

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

Em live, estiverem reunidos, o secretário Vitor de Angelo e diretores escolares.

O secretário Vitor de Angelo e diretores da Rede Estadual estiveram reunidos virtualmente, na tarde desta quinta-feira (02), em que foram apresentadas as principais e bem sucedidas práticas das unidades escolares, com o programa EscoLAR, através das Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNPs). A ação faz parte de uma série de lives promovidas pela equipe da Sedu Digital.

Publicidade Publicidade

A Secretaria da Educação (Sedu) apresentou todas as orientações aos profissionais para a realização das APNPs, assim que iniciaram as atividades remotas. “Muitas escolas, muitos professores se destacaram nesse novo formato de ensinar, e por isso, trouxemos três diretores para compartilhar, colaborar e inspirar outros profissionais”, disse o secretário Vitor.

Participam os gestores: Elaise Soneguetti, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Clóvis Borges Miguel, da Serra; Helton Bruno, do Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral (CEEMTI) Baixo Grandu, localizado no município de mesmo nome; Alexsander Saluci, da (EEEFM) Lions Sebastião de Paiva Vidaurre, de Cachoeiro de Itapemirim.

A diretora Elaise iniciou sua fala com uma apresentação de PowerPoint. “As engrenagens representam as nossas primeiras ações. Na medida em que eram executadas, fomos percebendo a necessidade de determinada ação, como foram as formações com professores, famílias e alunos”, disse.

A escola da Serra criou um laboratório de experimentação, que conta com o colegiado estudantil, formando assim, multiplicadores de ações; tutorial; diretrizes; criação de canal no Youtube; lives; reuniões de fluxo e grupos de WhatsApp com as famílias. “Tivemos um feedback bem interessante das famílias. Alguns pais contribuíram ajudando na construção dos tutoriais. De uma coisa estamos certos, a escola nunca mais será analógica”, falou Elaise.

O diretor Helton, do CEEEMTI Baixo Guandu, ressaltou que a escola já vinha realizando algumas ações com recursos tecnológicos, antes mesmo da pandemia. “Elaboramos um planejamento pensando em sair da zona de conforto e evoluir com esse trabalho de aplicar os conteúdos com ferramentas como o Google For Education e o Google Classroom”, falou Helton.

A EEEFM Lions, na pessoa do diretor Alexsander agradeceu a equipe por ter assumido fortemente o desafio das APNPs, desde o início do processo. “Fizemos vários tutoriais, tanto com estudantes, como professores, para garantir o acesso de todos ao ensino-aprendizagem”, disse o diretor Helton.

“Resumindo, com a criação de uma nova rotina, pudemos ver uma reinvenção dos profissionais da educação, mesmo com as dificuldades, que sabemos que existem. Não há um congelamento educacional, e sim muita criatividade e força de vontade de todos os profissionais da Rede”, concluiu o secretário Vitor.

Essa e outras lives podem ser conferidas no canal da Sedu Digital no YouTube: www.youtube.com/sedudigital

Comentários no Facebook