Há quem diga que é sorte, outros que ele tem sete vidas, no entanto, para quem entende de uma boa articulação política diria que o atual prefeito de Castelo, Luiz Carlos Piassi (MDB), é mesmo um político poderoso “perdido” no interior do Estado.

Após sofrer derrota no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) que, por unanimidade, cassou seu mandato e do vice, Pedro Nunes (PSDB), em março do ano passado, Piassi recorreu ao Supremo Tribunal Eleitoral (STE).

Publicidade

Anulação do diploma da chapa Piassi/Pedro se deu por conta de uma ação por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Eleitoral, levando-o então a perder seus direitos políticos por oito anos.

Em 2016, Piassi conseguiu no Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) uma liminar para concorrer novamente a eleição, o que caiu por terra um dia após sua vitória nas urnas, motivando então o Ministério Público e o então candidato à prefeitura de Castelo pelo PSB, entrarem com recursos no TRE pedindo a cassação do mandato.

De acordo com o processo nº 0000498-03.2016.6.08.0003 o caso de Piassi no Tribunal Superior Eleitoral foi, no último dia 17 de junho, para o gabinete do então ministro Luiz Roberto Barroso.

Há quem diga que o processo não saia a tempo e Carlos Piassi consiga concluir seu mandato, no entanto, tudo o que se sabe até o momento é que o destino de Piassi está agora, nas mãos de Barroso.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.