EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

O deputado estadual Bruno Lamas (PSB) saiu hoje (dia 15/12), durante sessão da Assembleia Legislativa, em defesa dos profissionais de saúde e cobrou do governo do Estado o pagamento de um abono, no valor de 50% (cinquenta por cento) da remuneração do mês de dezembro, para médicos, enfermeiros, técnicos e agentes de saúde que atuaram no enfrentamento da Covid-19. 

“Seria uma forma de reconhecimento pelo bom serviço prestado, coragem e honradez desses profissionais, que colocaram suas vidas em risco, lutando pela sobrevivência do povo capixaba”, declarou Bruno, que teve a sua indicação aprovada pelo plenário da Casa. Cabe agora ao governador Renato Casagrande (PSB) decidir se irá cumprir ou não o pedido.

Publicidade Publicidade

Atualmente, o salário bruto médio de um médico efetivo no Estado é de R$ 10.811,10, de um enfermeiro (R$ 5.772, 53) e de um técnico de enfermagem (R$ 4.632,25), segundo o Portal da Transparência do governo estadual. Durante a pandemia, pelo menos 20 médicos perderam a batalha contra o coronavírus no Estado, cinco deles em menos de uma semana.

“Sei que não é uma prerrogativa do parlamentar, já que não temos o poder de conceder um abono, mas cabe a nós solicitar, indicar e sugerir. Por isso, faço esse reconhecimento público aos profissionais da saúde, que se esforçaram para salvar vidas durante a pandemia”, afirmou Bruno.

O deputado reforça que, apesar da crise econômica gerada pela Covid-19, a eficiência da gestão fiscal do Estado permite que seja feita a concessão de abono salarial aos profissionais da saúde que participaram do combate à pandemia.

A iniciativa foi bem vista pelos deputados Marcelo Santos (PDT), Theodorico Ferraço (DEM) e Hércules da Silveira (MDB). “Heróis estão morrendo. A eles, nossa gratidão!”, disse Theodorico. 

Hércules lembrou que a população pode ajudar. “Vamos fazer a nossa parte. Precisamos usar máscaras, álcool em gel e fugir das aglomerações”, enumerou o emedebista.

“Eu me somo à Vossa Excelência (Bruno) em reconhecimento aos profissionais da saúde, principalmente neste momento de pandemia”, completou Marcelo.

Comentários no Facebook