De olho em 2020: Vítor da Central é cotado ao cargo de vereador em Cachoeiro

Filiado ao PNM, Vítor da Central também é cortejado por diferentes partidos, entre eles o DEM e PSDB

0

Com a aproximação do período eleitoral, partidos políticos de todos os municípios já estão em busca de nomes para composição de chapa de vereadores, o que não está sendo diferente em Cachoeiro de Itapemirim.

Após a mudança das regras eleitorais presidentes dos diretórios vem apostando ainda mais em nomes já conhecidos e com real potencial de votos que é o caso do jovem Vítor Azevedo, da Assembleia de Deus Central.

Publicidade Publicidade

Segundo informações dos bastidores, mesmo filiado ao PNM, Vítor da Central vem sendo cortejado por diferentes partidos, entre eles o DEM e PSDB.

De acordo com Vítor, a ideia de lançar seu nome para disputar ao cargo de vereador nas eleições municipais 2020 partiu de dentro do próprio ministério que é militante nas mais diversas causas sociais. “Nossa igreja é muito ativa nas causas sociais, temos um departamento muito forte de missões liderado pelo Pastor Ronaldo que atua em diversos bairros da cidade, além disso a igreja precisa de pessoas comprometidas com a ética e os princípios morais da família cristã”, completou.

Para o Pastor e empresário, Adenilson Silva, presidente do ministério da Assembleia de Deus Central, que hoje reúne, entre membros e congregados, mais de 500 famílias em 6 congregações nos bairros São Luiz Gonzaga, São Lucas, Valão, Novo Parque, Alto Amarelo, e na localidade de Retiro, além da matriz, mais do que nunca a igreja precisa se posicionar em relação à política local.

“Em defesa da vida, das causas sociais e, sobretudo, das famílias a igreja precisa ocupar os espaços, é por isso que apoiamos o Vítor para vereador em Cachoeiro. Acreditamos que será um enorme e importante passo para que continuem sendo preservados os compromissos com a ética, a verdade e a moral, respeitando os princípios ideológicos e cristãos”, concluiu.

Vitor da Central é conhecido por ser atuante nas questões sociais e políticas, tem 36 anos, é casado, pai de uma filha, nascido e criado no bairro Zumbi, onde morou até os 20 anos, é membro da Igreja Assembleia de Deus Central há 16 anos, onde exerceu vários cargos, como secretário, líder de juventude por 4 anos, e tesoureiro do ministério há pelo menos 11 anos, também exerce o cargo de encarregado de uma empresa privada, onde lida diretamente com mais de 195 colaboradores de forma direta e indiretamente na área de saneamento básico do município.

Vítor da Central se considera sensível ao clamor da população, que anseia pela seriedade, sensibilidade e se desponta como uma forte liderança na disputa para vereador no município.

Comentários no Facebook