Consumidor poderá renegociar dívidas bancárias pela internet até o dia 30 de setembro

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade

Por meio do site ou do aplicativo consumidor.gov.br os consumidores poderão renegociar dívidas bancárias até o dia 30 de setembro com as empresas participantes. Essa é uma iniciativa da Associação Brasileira de Procons (ProconsBrasil) e da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e tem o objetivo de auxiliar o cidadão a buscar soluções para recuperar seus créditos.

O consumidor que possuir uma dívida com o Banco do Brasil, o Santander, o Bradesco, a Caixa Econômica Federal, o Itaú e o BMG poderá negociá-la diretamente com as empresas, via portal, com condições especiais.

Publicidade Publicidade

Para negociar, o consumidor deverá acessar a plataforma www.consumidor.gov.br, fazer o seu cadastro que irá gerar um login e senha. Ao registrar a demanda, no campo “problema”, optar pela Renegociação/parcelamento de dívidas, e no corpo do seu relato (no início ou no final) fazer uso da hastag #MutirãoProconsBrasil para facilitar a identificação dos atendimentos.

A diretora-presidente do Procon-ES, Lana Lages, informou que o Procon-ES vai monitorar as negociações de dívidas realizadas pela plataforma www.consumidor.gov.br, durante o Mutirão de Renegociação de Dívidas Bancárias, promovido pela Associação ProconsBrasil.

“A negociação on-line é uma facilidade e comodidade para o consumidor que não quiser ou puder comparecer pessoalmente à sede. Os serviços on-line são uma tendência e o Procon-ES apoia essa iniciativa”, disse.

Consumidor.gov.br

Por meio do site www.consumidor.gov.br é possível registrar reclamações e solucionar os problemas de consumo diretamente com as empresas em até 10 (dez) dias. Além de registrar a insatisfação, o consumidor também pode consultar o índice de reclamação e resolutividade das empresas inscritas no serviço, o prazo médio para resposta e a avaliação de outros consumidores sobre a satisfação com o atendimento. Concluído o atendimento é muito importante que o consumidor faça a sua avaliação.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCNH Social: inscreva-se para as 2.500 vagas com vistas ao mercado de trabalho
Próximo artigoGovernador participa da abertura da Super Feira Acaps Panshow
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 0003512/ES, articulista e estudante de direito. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito de Guarapari em 2016, além de coordenador de campanha eleitoral para deputado estadual em 2018. Fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook