source
Casos devem tramitar de forma simultânea no Conselho de Ética
Reprodução

Casos devem tramitar de forma simultânea no Conselho de Ética

Prestes a retomar atividades, o Conselho de Ética da Câmara já definiu quais devem ser os primeiros processos a serem analisados pelo colegiado, com a definição dos relatores ocorrendo na sessão desta terça-feira (23): serão os casos de Flordelis , acusada de ser a mandante do assassinato do marido em junho de 2019, e de  Daniel Silveira , preso em flagrante após divulgar vídeo com ameaças aos ministros do STF e ao próprio Supremo.

Publicidade Publicidade

Segundo o jornal O Globo, a informação foi confirmada pelo próprio presidente do colegiado, o deputado Juscelino Filho (DEM-MA), que revelou ainda que os dois processos devem tramitar de forma simultânea, enquanto o restante dos casos que aguardam julgamento seguirão o fluxo normal. A “atenção especial” se deve ao fato de ambos terem gerado grande repercussão pública.

Além da tramitação conjunta, outro ponto que une os dois episódios é a pressão por uma possível cassação dos envolvidos. Acusado de quebra de decoro, Silveira chegou a pedir desculpas na sessão da última sexta-feir a, quando sua prisão foi mantida pelo plenário da Câmara, o que é visto por seus apoiadores como um “amenizador” e poderia levar o processo no rumo de uma suspensão de mandato.

Já a pastora Flordelis, que também é acusada de quebra de decoro por seu suposto envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo, foi suspensa pelo PSD e convive com uma tornozeleira eletrônica desde o último mês de outubro. 

Ainda de acordo com a publicação, a expectativa é de que a Comissão de Ética instaure os processos contra Flordelis e Silveira e designe os relatores para avaliar as representações que pedem as cassações dos mandatos. A partir daí, os deputados terão 10 dias para apresentarem suas defesas. Por fim, serão mais 10 dias até a apresentação do parecer final e votação.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorApós Petrobras, Bolsonaro pressiona para baratear conta de luz; entenda
Próximo artigoTermina amanhã prazo para adesão de universidades ao Sisu
Elan Costa
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 3512/ES, articulista, marqueteiro político e estudante de direito. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito, em 2016, para deputado estadual em 2018, e novamente para prefeito e vereadores, em 2020. É fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook