O Governo do Estado, por meio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), lançou o Fundo Reconstrução ES com linhas de crédito para apoiar a recuperação da atividade econômica nos municípios que decretaram Situação de Emergência ou Calamidade Pública por causa das chuvas de janeiro.

O Fundo Recuperação ES oferta recursos financeiros com condições especiais de juros e prazos com o objetivo de apoiar o pequeno empresário a recuperar instalações afetadas pelas chuvas e enchentes, além de adquirir mercadorias e capital de giro, recurso necessário a dar continuidade do funcionamento da sua empresa.

Publicidade Publicidade

O diretor-presidente do Bandes, Maurício Cézar Duque, destaca que o Bandes está atento às demandas sociais dos municípios e em constante diálogo para atender às necessidades dos empreendedores.

“O Bandes tem um papel social importante no fomento às atividades produtivas. Neste momento precisamos disponibilizar o apoio necessário aos empreendedores de todos os setores produtivos o acesso mais fácil ao crédito, para que possam retomar as suas atividades”, afirma.

O crédito será liberado de acordo com a capacidade de pagamento de cada empresário. O empreendimento deve estar localizado em área do município em situação de emergência ou calamidade pública. A condição de empreendimento afetado deverá ser atestada por laudo do corpo de bombeiros ou da defesa civil ou por meio de visita do técnico responsável pela operação.

Linha Fundo Reconstrução ES 
Direcionada às empresas e empreendedores que sofreram perdas em decorrência das fortes chuvas e enchentes ocorridas no Espírito Santo, em janeiro de 2020.

Condições operacionais:  

  • Valor do financiado: conforme capacidade de contratação da empresa 
  • Documentação: comprovações como boletim do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil ou órgão público do município. 
  • Liberação de recursos em até 15 dias úteis, por formulário simplificado 
  • Isenção de taxa de cadastro e análise 
  • Taxa: Selic (4,50% ao ano) 
  • Carência: até 12 meses
  • Prazo de pagamento: até 60 meses

Comentários no Facebook