Comitê de Clubes prepara edital para novembro

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

O Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) pretende lançar, em novembro, um edital para financiar a compra de equipamentos e materiais para atender projetos de formação esportiva com vistas ao próximo ciclo olímpico e paralímpico (2021 a 2024). Podem participar as instituições filiadas à entidade – ou seja, certificadas pela Secretaria Especial do Esporte (vinculada ao Ministério da Cidadania), com certidões regulares e aprovadas no processo de analise de capacidade técnica e operacional do CBC. O edital permitirá um repasse com valor mínimo de R$ 100 mil por clube.

Os recursos da entidade são provenientes das loterias da Caixa Econômica Federal. A lei 12.395, de 2011, que modificou a Lei Pelé (9.615/98), incluiu o CBC como beneficiário de 0,5% dessa arrecadação, com destinação “única e exclusivamente para a formação de atletas olímpicos e paralímpicos”. A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) também deve pesar no valor do aporte financeiro do edital de novembro.

Publicidade Publicidade

“É mais um impacto da pandemia. Tivemos uma queda na arrecadação das loterias. Evidentemente, as pessoas passam a ter outras prioridades. Esperamos que isso se recupere nos próximos meses. Vamos avaliar a quantidade de recursos e, junto de clubes e confederações, determinaremos as premissas [do edital]”, explicou vice-presidente de Formação de Atletas da entidade, Fernando Cruz.

Segundo o vice-presidente, as diretrizes do chamamento das instituições interessadas a participar do edital serão acertadas durante o Seminário Nacional de Formação Esportivo. O encontro faz parte da programação do Congresso Brasileiro de Clubes, inicialmente marcado para o período de 30 de outubro a 2 de novembro deste ano, em Campinas (SP).

Em maio, o CBC antecipou a publicação de outro edital, no valor de R$ 130 milhões, direcionado à contratação e manutenção de profissionais e recursos humanos, também visando o ciclo dos Jogos de Paris (França), em 2024. A medida pretendia auxiliar clubes impactados pela redução de investimentos no esporte, causada pela crise pós-pandemia. Segundo Cruz, 36 instituições filiadas ao CBC participaram do chamamento. O edital também disponibilizou um acréscimo de 15%, sobre valores já executados nos esportes olímpicos, a clubes que estimulem o paradesporto.

“Esse recurso será alcançado pelos clubes ainda em 2020, em parcela única, para o próximo ciclo, de 2021 a 2024”, afirmou o vice-presidente. “Além de profissionais como preparador físico, auxiliar técnico ou fisioterapeuta, incluímos a possibilidade do clube contratar um técnico de desempenho, que auxiliará no acompanhamento dos resultados”, completou.

Competições

Além da compra de equipamentos esportivos e contratação de profissionais, o CBC financia a realização de competições nacionais interclubes, em parceria com ligas e confederações. Caso, por exemplo, da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), que é promovida em parceria com a Liga Nacional de Basquete (LNB). Para 2020, a expectativa era que 38 modalidades fossem contempladas. A pandemia da covid-19, porém, fez com que a maior parte dos campeonatos fosse cancelada neste ano.

Pinheiros - LDB - basquete
Time da base do Pinheiros comemora o título conquistado ano passado na Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), promovida pelo CBC – Fotojump/ NBB/Direitos reservados
A instabilidade no controle da disseminação do vírus no país alterou os planos da entidade, que pretendia retomar, a partir de setembro, parte dos torneios. “Os diretores [do CBC] estão se reunindo diretamente com cada confederação pra definir o melhor momento do retorno, de acordo com especificidades de cada esporte”, informou a assessoria de comunicação da entidade. “Cumprindo os protocolos e obedecendo às orientações do Ministério da Saúde; trabalhamos com a hipótese de executar, pelo menos, algo próximo da metade do objetivo inicial, de cerca de 270 eventos previstos [para o ano]”, estima Fernando Cruz.

Uma das reuniões do CBC foi com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT), no último dia 24. Segundo nota publicada no site do Comitê, a videoconferência tratou da “retomada do calendário do Campeonato [Brasileiro Interclubes] ainda neste ano (…), de forma segura e benéfica a todos, obedecendo as definições oficiais de cada estado e município”.

Comentários no Facebook