source
Ciro Gomes, provável candidato à presidência em 2022
André Carvalho/CNI

Ciro Gomes, provável candidato à presidência em 2022

O ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) criticou a  decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de anular todas as condenações do ex-presidente Lula no âmbito da Lava Jato. Em baixa nas últimas pesquisas de intenção de voto para as eleições de 2022, Ciro voltou a atacar Lula afirmando que o petista só pensa em política e que “faz de conta que somos um bando de imbecis”. 

Publicidade Publicidade

“Neste momento, mais da metade do povo está sem oportunidade de trabalho decente. Vivendo de bico, sem qualquer garantia de vida. Pandemia, economia, um desastre geral. Infelizmente, o Lula só pensa em política. Ao só pensar em política, ele não tem critério nenhum. Faz de conta que somos um bando de imbecis, idiotas, cegos, desmemoriados, que temos que dar amém para todo tipo de contradição dele”, disse à  Rádio Bandeirantes.

O pedetista também creditou a ascensão do bolsonarismo e a eleição de Bolsonaro em 2018 às “contradições do PT”. “A população votou nesse despreparado porque perdeu emprego, assistiu a uma massa de escândalos (…). Agora, para enfrentar Bolsonaro, vamos obrigar o povo a esquecer tudo isso? O passado é uma roupa que não nos serve mais.”

Ciro disse que não “precisa admirar” todas as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) e afirmou que a nulidade dos processos da Lava Jato não significa que Lula seja inocente 

“Ela apenas diz que o processo foi feito de forma errada. Estamos falando de processos, de condenações que levaram o Lula a 580 dias de cadeia, como é que o Supremo Tribunal Federal vai explicar? Ele não precisa explicar nada, porque a última palavra é do STF. Mas a gente não precisa admirar.”

Comentários no Facebook