Numa iniciativa conjunta entre a Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes (Semcultes), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam) e Secretaria Municipal de Obras, Infraestrutura e Serviços Públicos (Semoisp), foi realizada uma manutenção no Cemitério dos Escravos, ponto turístico e histórico de Guaçuí. A ação também levou em conta a data de 13 de maio, próxima segunda-feira, quando é comemorada a Abolição da Escravatura no Brasil.

O local foi limpo e foram feitos manejos em plantas, além de recuperação na estrutura, como acesso, cerca, porteira e outras estruturas. Tudo foi feito em parceria com os membros do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural e o Conselho Municipal de Turismo. “Foi feita uma visita ao Cemitério dos Escravos, para verificar os tipos de intervenções a serem executadas no local”, explica o superintendente de Turismo, da Semcultes, Judney de Oliveira Vargas.

Publicidade Publicidade

Já a superintendente de Cultura da Semcultes, Maria Aparecida Miranda de Oliveira, destaca a importância da intervenção no local. “A manutenção desse patrimônio faz parte de um processo de valorização cultural do município, que vem priorizar a preservação e caracterização da história local, e também vem fomentar nosso turismo religioso”, enfatiza.

Desta forma, nos últimos dias, o local passou por ações de recuperação e manutenção com o objetivo para melhor receber visitantes locais e de toda região. O Cemitério dos Escravos tem recebido e pode receber a visita de alunos de escolas do município e da região e turistas em geral. E para chegar até lá, o visitante que sai de Guaçuí deve seguir pela ES484 até a entrada da Fazenda da Cachoeira, indo no sentido de São José do Calçado, onde vai dobrar à esquerda e seguir por aproximadamente 1 quilômetro. O cemitério fica numa encosta à direita.

(Foto: Divulgação Semoisp)
FONTEAscom/PMG
COMPARTILHAR
Artigo anteriorEx Paciente Oncológica dá a luz no Hospital Evangélico
Próximo artigoTempo: sábado de sol em Castelo e Colatina
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 3512/ES, articulista, marqueteiro e consultor político, estudante de direito e vice-presidente da Adjori/ES - Associação dos Jornais do Interior do Espírito Santo - eleito para o biênio 2021-2023. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito, em 2016, para deputado estadual em 2018, e novamente para prefeito e vereadores, em 2020. É fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook