Ceasa completa 42 anos com alimentos, logística e infraestrutura de qualidade

0
Foto: Divulgação
Inaugurada em 1977, a Central de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa/ES), em Cariacica, completa 42 anos na próxima segunda-feira (17). O local é utilizado por produtores rurais para o escoamento da produção agrícola capixaba e movimenta R$1 bilhão por ano em vendas. A Ceasa recebe, diariamente, oito mil pessoas.
Com uma área de 118.742m² e movimentação mensal de 45 toneladas, a Ceasa/ES está entre os dez melhores entrepostos brasileiros. A unidade se destaca a qualidade dos alimentos, logística e infraestrutura. A central foi reconhecida internacionalmente pela União Mundial de Mercados Atacadistas (WUWM), que congrega os principais mercados atacadistas do mundo.
O diretor-presidente da Ceasa/ES, Carlos Roberto Rafael, ressalta a importância do entreposto para a economia do Estado. “A Ceasa deu novas alternativas aos produtores rurais, comerciantes e consumidores fomentando o agronegócio capixaba. Hoje temos 2.700 produtores cadastrados de diversos municípios, 101 lojas, um total de 18 mil empregos diretos e indiretos. Há uma movimentação financeira diária de R$2 milhões, resultado das vendas de hortifrutigranjeiros”, conta Rafael.
Antes da inauguração da Ceasa/ES, o sistema de comércio de hortigranjeiros acontecia no antigo mercado da Vila Rubim, no Centro de Vitória, na feirinha da Ponte Moacir Avidos e no Mercado São Sebastião, em Jucutuquara. Os produtos estragavam com facilidade e os caminhões causavam tumultos nas cidades, por isso, muitos produtores desanimaram de vender pela falta de planejamento e logística.
As iniciativas do Governo de São Paulo e Pernambuco, as primeiras experiências de regularização de mercado voltadas para o setor, somadas às práticas internacionais, proporcionaram ao Ministério do Planejamento, por meio do Decreto 61.391 de 20 de setembro de 1967, a criação do plano Decenal de Desenvolvimento Econômico. A partir desse plano, nasceu a Ceasa/ES.
O produtor rural Luiz Stange, de 74 anos, comercializa verduras e legumes desde a inauguração da central. Antes disso, ele também vendia na Vila Rubim. “ Eu sustentei meus cinco filhos trabalhando na Ceasa/ES, aqui eu consigo vender o que eu planto na roça, faço clientes e ganho meu dinheiro”, disse o produtor

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.