As colaborações para a campanha A Fome não Espera! podem ser feitas até as 17 horas desta sexta-feira (16), na tenda armada em frente ao prédio da Assembleia Legislativa (Ales), na Enseada do Suá. Até a tarde desta quinta-feira (15), mais de 10 toneladas de alimentos já haviam sido arrecadadas.

Publicidade Publicidade

Os alimentos e itens de higiene pessoal angariados na campanha realizada pela Ales em parceria com a Federação das Fundações e Associações do Espírito Santo (Fundaes), serão destinados a famílias em situação de vulnerabilidade em todo o Espírito Santo, por meio das entidades elencadas pela Fundaes.

A iniciativa solidária foi lançada no dia 7 de abril. Ao longo desse período, sociedade civil, servidores do Legislativo, empresas e segmento político têm se mobilizado para ajudar quem enfrenta dificuldades devido ao contexto de crise sanitária e econômica, que levou muitas pessoas a perderem renda e ficarem sem o básico, como a alimentação.

Por conta da pandemia, a orientação para garantir a segurança tanto de quem vai doar quanto das pessoas que atuam na coleta das doações, é que todos sigam o protocolo sanitário, que envolve uso de máscara, higienização das mãos com álcool em gel e distanciamento social.

Insegurança alimentar

Conforme dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF 2017-2018): Análise da Segurança Alimentar no Brasil, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 425 mil domicílios no Espírito Santo passam por situação de insegurança alimentar. Diante da pandemia e do agravamento da crise financeira no país, o número de pessoas que não têm acesso regular à alimentação adequada pode ser ainda pior na atualidade. 
 

Comentários no Facebook