Com objetivo de aproximar ainda mais a Câmara Municipal dos cidadãos castelenses, promovendo uma maior interação entre o Poder Legislativo e a população, acaba de ser criado no município o Programa Ouvidoria Itinerante. Colher sugestões, solicitações, reclamações, elogios ou notícias de irregularidades são alguns dos serviços que serão ofertados.

O ouvidor geral da Câmara e sua equipe poderão circular por locais públicos ou privados, em eventos de participação popular, nas áreas urbanas ou rurais para ouvir e registrar as manifestações baseadas na Lei de Acesso à Informação. A intenção é que o grupo comece a circular assim que os protocolos de segurança por conta da pandemia do novo coronavírus sejam afrouxados e ou cessado.

Publicidade Publicidade

Projeto Pode Ser Pioneiro – O Projeto de Resolução foi uma iniciativa da mesa diretora e dá poderes externos à ouvidoria, que já existe desde 2010 funcionando apenas internamente na Câmara de Castelo. “A ouvidoria tem o papel de fazer o intercâmbio entre a população e o Poder Legislativo Municipal e para garantir o amplo acesso e participação na tomada de decisões, nada mais justo do que irmos até os cidadãos. Pelo que consultamos, devemos ser uma das únicas Câmaras de Vereadores no Brasil a ter uma Ouvidoria Itinerante”, informou Tiago de Souza (PTB), Presidente da Câmara, dizendo ainda que espera iniciar o programa o mais breve possível.

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara / Letícia Gava

Comentários no Facebook