Bandes e Banestes ampliam parceria para atender o empresariado capixaba

0

O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) e o Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) uniram forças para contribuir para o aumento da competitividade da economia e da qualidade de vida da sociedade capixaba. Entre as ações conjuntas acordadas pelas duas instituições estão as ligadas ao atendimento físico aos empresários em espaços compartilhados.

O primeiro exemplo é o funcionamento do escritório do Fundo de Desenvolvimento Econômico do Sul do Estado do Espírito Santo (Fundesul). Bandes e Banestes estão finalizando o acordo para que o escritório passe a funcionar dentro da Superintendência Regional do Banestes em Cachoeiro de Itapemirim.

Publicidade Publicidade

O Fundesul é voltado ao financiamento de atividades produtivas com o objetivo de dar dinamismo econômico e social nas microrregiões Litoral Sul, Centro Sul e Caparaó, envolvendo 27 municípios do sul capixaba.

A intenção é dar maior agilidade no atendimento, com ações conjuntas das equipes do Bandes e Banestes, de forma alinhada com as diretrizes da política de desenvolvimento do Governo do Espírito Santo. Iniciativas similares podem acontecer também em outros municípios, como Colatina e São Mateus. Em cada região, a atuação terá o foco o desenvolvimento regionalmente equilibrado, com o fomento as atividades produtivas com maior potencialidade local.

De acordo com o diretor-presidente do Bandes, Mauricio Duque, a instituição e o Banestes atuam como agentes da política de desenvolvimento econômico do Estado. “Nesse sentido, os bancos trabalham com a premissa de que o desenvolvimento regional equilibrado é o resultado da interação entre a cultura empreendedora e a ação governamental. A união de esforços contribuirá para o atendimento ágil e produtivo”, destaca.

Com a atuação conjunta, pretende-se contribuir para ampliar a oferta de recursos aos empresários por meio do financiamento para pequenos, médios e grandes empreendimentos. Com financiamentos de longo prazo e custos competitivos, o desenvolvimento de projetos pode ser contratado via crédito tradicional, via participação acionária em Fundos de Investimentos e Participações (FIPs) e via atuação de programas estruturais de fomento às atividades produtivas.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.