Bacia do Rio Mangaraí vai receber investimentos

0
Foto: Divulgação
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade

Está aberta uma concorrência pública internacional para a realização de obras de pavimentação e drenagem em 14 trechos rurais da bacia do Rio Mangaraí. A licitação do Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem é conduzida pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) em parceria com a Cesan.

Os trechos contemplados com as obras estão entre os municípios de Santa Leopoldina e Cariacica. A Bacia do Rio Mangaraí totaliza 18.370 hectares, e localiza-se predominantemente na região rural.

Publicidade Publicidade

Os recursos são oriundos de um empréstimo concedido pelo Banco Internacional para a Reconstrução e o Desenvolvimento. Podem participar da concorrência pública quaisquer interessados oriundos de países onde o banco atua.

Para participar, os interessados devem apresentar suas propostas até o dia 16 de janeiro de 2020. O edital e demais documentos estão disponíveis no site do Incaper.

Sobre o Projeto Mangaraí

O Projeto-piloto do Rio Mangaraí faz parte do Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem do Governo do Estado do Espírito Santo, financiado através de um acordo de empréstimo entre o Governo do Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento – Banco Mundial e executado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). O objetivo é reduzir a carga de sedimentos nos cursos d’água e melhorar a qualidade e a quantidade das águas da sub-bacia do Mangaraí, bem como melhorar a qualidade de vida dos seus cerca de 3.700 habitantes. Indiretamente também serão beneficiados os 600 mil habitantes residentes da Grande Vitória que são abastecidos com água captada no Rio Santa Maria da Vitória.

Texto: Juliana Esteves

Comentários no Facebook