Os alunos de Itapemirim puderam conhecer diferentes formações rochosas para complementar o estudo realizado em sala de aula.

Os alunos da 1ª série do Ensino Médio da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Leopoldino Rocha, de Itapemirim, participaram de uma aula de campo na Gruta do Limoeiro, localizada em Castelo, depois das atividades sobre rochas na disciplina de Geografia.

Publicidade Publicidade

O professor Roberto Acruche, que levou os alunos até a Gruta, relatou que “o trabalho de campo teve como objetivo aprofundar aos alunos os conhecimentos adquiridos em sala de aula. O destino escolhido foi a Gruta do Limoeiro, em Castelo, onde a formação que compõe a gruta é uma imensa rocha com diversas tonalidades”, disse.

De acordo com o professor, os estudantes puderam observar as formações de estalactites e estalagmites, os cristais transparentes e outros tipos de rochas encontradas no local. “Em seu interior, as formações rochosas esculpidas pela água ao longo de milhões de anos criam uma formação geológica sedimentar além do valor histórico e arqueológico, que indicam a presença do homem ali muito antes do nosso descobrimento. Nossos alunos ficaram deslumbrados com a experiência adquirida com essa aula. Em seguida, visitamos o Casarão da Fazenda do Centro, marco histórico da colonização daquela região”, explicou.

O que são estalactites e estalagmites?

São as formações minerais mais fáceis de encontrar em cavernas. As estalactites pendem do teto na forma de cones pontudos. Já as estalagmites têm aspecto parecido, mas crescem no sentido contrário, do chão para cima. Ambas surgem porque as rochas calcárias das regiões de cavernas costumam ser bastante solúveis – ou seja, facilmente dissolvidas pela água.

Comentários no Facebook