EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade

Com a pandemia do coronavírus, a máscara de proteção passou a ser um acessório obrigatório e essencial para evitar a proliferação da doença. Entretanto, o que poucos sabem é que o descarte inadequado das máscaras também é extremamente perigoso, não apenas para a contaminação das pessoas, mas também do meio ambiente.

Para promover a conscientização sobre a necessidade de realizar a destinação correta das máscaras e ainda proteger o meio ambiente, a Associação de Meio Ambiente, Inovação e Sustentabilidade (Amais), em parceria com as empresas Norte Recicla e ES Ambiental, iniciaram o projeto voluntário “Descarte de Máscaras Usadas”. A iniciativa consiste na instalação de tambores coletores apropriados para o descarte das máscaras em pontos estratégicos de Linhares.

Publicidade Publicidade

Representando a diretoria da Amais, Cimá Guizani explicou que a ideia surgiu ao perceberem que muitas máscaras estavam sendo jogadas em vias públicas, em lixos caseiros e comerciais. “Percebemos que o descarte das máscaras se tornou um problema para a cidade. Para minimizar essa situação, buscamos o apoio da Norte Recicla e a ES Ambiental, duas empresas especializadas em recolhimento e destinação de resíduos em Linhares, e demos início ao projeto”.

De acordo com Cimá, assim como os demais equipamentos de proteção individual, as máscaras descartáveis precisam de uma destinação adequada para que não se tornem fonte de infecção. Se jogada em lixões, as máscaras contaminam o solo, os lençóis freáticos, os rios, demoram a se decompor e entopem bueiros e canais, causando alagamentos. As máscaras ainda podem contaminar catadores de materiais reciclados e trabalhadores da limpeza urbana.

O empresário Luiz Mário, da Norte Recicla, comemorou a oportunidade de participar do projeto. “Nós da Norte Recicla ficamos muito felizes, porque pela primeira vez a sociedade civil procurou a empresa para que ela pudesse fazer alguma coisa nesse sentido. Conversamos com a ES Ambiental, que é uma empresa concorrente, que de pronto aceitou a proposta”.

Doação

Um voluntário doou 30 tambores coletores, que foram preparados e serão instalados pela cidade. As empresas parceiras farão o recolhimento das máscaras descartadas e o material será encaminhado para destinação adequada.

A Amais e as empresas parceiras convidam outros setores produtivos locais e o Poder Público a participarem do projeto com a doação dos tambores, a instalação dos coletores e a cessão de espaço adequado para a destinação final das máscaras. “É uma medida relativamente simples, porém de grande importância nesse momento”, afirmou Cimá Guizani.

Para o biólogo Elber Tesch, ações como a proposta pela Amais são bem-vindas. “Dentro desse contexto de preocupação, no qual a máscara pode servir de vetor da transmissão dessa doença, um trabalho como este certamente vai ajudar o Poder Público no combate à proliferação do coronavírus”.

Comentários no Facebook