Na manhã desta sexta-feira (06), a gerente de Assistência Farmacêutica do Espírito Santo, Gabrieli Fernandes, esteve em São Paulo, onde participou do Talk Show CBN Especial Saúde em Foco com o Dr. Luiz Fernando Correia para debater o tema “Políticas de Saúde em Asma – Público e Privado”. Na ocasião, ela falou sobre as experiências positivas do Estado.

A gestão capixaba é destaque nacional devido ao protocolo estadual de atendimento aos pacientes asmáticos, criado em 2009.

Publicidade Publicidade

O painel também contou com a presença da coordenadora da Comissão de Políticas de Saúde da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), Norma Rubini; e do diretor do Departamento de Gestão e Incorporação de Saúde da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), Lindemberg Costa. No debate, Gabrieli Fernandes falou sobre o trabalho do Estado.

“No Espírito Santo temos uma história interessante com a asma, desde 2009, quando iniciamos o protocolo estadual de atendimento de paciente asmático, desenvolvido pela Comissão Estadual de Farmacologia e Terapêutica. Hoje, cerca de 3.400 pessoas utilizam medicamentos para asma grave e isso representa R$ 3,8 milhões em recursos estaduais”, explicou a gerente.

Atualmente, segundo a gerente, o Espírito Santo tem se destacado também pelo modelo inovador de acesso aos medicamentos, por meio do planejamento estratégico dos recursos públicos, garantindo medicação nova à população com asma grave.

“Chegaram novos medicamentos no mercado e com valor muito alto. Sentamos com os fornecedores para discutir uma proposta, pois tínhamos interesse pela via não padrão somente se fizessem uma proposta comercial que fosse possível. O Estado conseguiu, mediante trabalho técnico e científico a redução de quase 17% no valor do medicamento, pois fomos atrás para tentar chegar ao valor que seria possível para fazer atendimento do paciente”, disse.

Além disso, a gerente ressaltou que o Espírito Santo “tem uma história positiva e tem crescido dentro das perspectivas estadual, o que não tira a responsabilidade federal e municipal, pois é um alinhamento entre atenção primária, secundária e terciária”.

Para acompanhar a participação da gerente de Assistência Farmacêutica do Espírito Santo, Gabrieli Fernandes, no Talk Show CBN Especial Saúde em Foco clique aqui.

 

Comentários no Facebook