As obras de reforma do antigo CIAM, a Unidade Básica de Saúde “Silvia Regina de Mesquita”, foram concluídas e estará aberta de volta a população com três equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF), de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas. A ideia que seja aderido no local o Programa do Governo Federal “Saúde na Hora”.

A unidade recebeu os serviços de pintura interna e externa, recuperação da parte elétrica, reforma geral da recepção, salas de atendimento, sanitários e auditório, além da promoção da acessibilidade conforme determinação dos tribunais. 

Publicidade Publicidade

A reforma foi concluída com recursos próprios do executivo e, segundo o prefeito de Castelo, João Paulo Nali, falou ao próprio site da prefeitura, “Essa era uma Unidade que tinha necessidade de ser reformada emergencialmente, não só em função dos usuários, mas também dos servidores que merecem e precisam de um ambiente saudável para trabalhar, para consequentemente o atendimento se tornar mais acolhedor e humanizado, esse é nosso objetivo”.

Sobre o programa Saúde na Hora

O Programa Saúde na Hora foi lançado pela Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde (Saps/MS) em maio de 2019 e passou por atualizações com a publicação da Portaria nº 397/GM/MS, de 16 de março de 2020. O programa viabiliza o custeio aos municípios e Distrito Federal para implantação do horário estendido de funcionamento das Unidades de Saúde da Família (USF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS) em todo o território brasileiro.

Dessa forma, o programa Saúde na Hora conta agora com a possibilidade de adesão em quatro tipos de formato de funcionamento em horário estendido: USF com 60 horas semanais, USF com 60 semanais horas com Saúde Bucal, USF com 75 horas semanais com Saúde Bucal e USF ou UBS com 60 horas semanais Simplificado.

O programa busca ampliar o acesso aos serviços de Atenção Primária à Saúde por meio do funcionamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou Unidades de Saúde da Família (USF) em horário estendido. O programa também prevê:

  • Ofertar ações de saúde em horários mais flexíveis para a população, como horários noturno e do almoço;
  • Ampliar a cobertura da Estratégia Saúde da Família, da Atenção Primária à Saúde e do cuidado em Saúde Bucal nos municípios e Distrito Federal;
  • Fortalecer a gestão municipal e do Distrito Federal na organização da Atenção Primária;
  • Reduzir custos em outros níveis de atenção;
  • Investir mais recursos da União para Atenção Primária à Saúde;
  • Diminuir filas em unidades de pronto atendimento e emergências hospitalares;
  • Dar suporte aos municípios e Distrito Federal para o enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional causada pelo novo agente coronavírus (2019-nCoV).

*Com informações da Prefeitura de Castelo e Governo Federal

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAgências Banestes fechadas no feriado da Independência
Próximo artigoConfira o funcionamento do Detran|ES nos feriados da Independência do Brasil e do Aniversário de Vitória
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 3512/ES, articulista, marqueteiro e consultor político, estudante de direito e vice-presidente da Adjori/ES - Associação dos Jornais do Interior do Espírito Santo - eleito para o biênio 2021-2023. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito, em 2016, para deputado estadual em 2018, e novamente para prefeito e vereadores, em 2020. É fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook