Muito além dos noventa minutos, psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, profissionais da educação e da comunicação também marcam golaços todos os dias. As ciências humanas aplicadas ao futebol foi o tema da CBF Academy Talks, na última semana. O técnico das seleções brasileiras Sub-20 e Olímpica, André Jardine, foi um dos convidados a compartilhar seu olhar como treinador sobre a importância das ciências humanas no ambiente esportivo atual.

Multicampeão nas categorias de base por onde passou até chegar à Seleção Brasileira, Jardine reforçou a preocupação recorrente com a formação do atleta como indivíduo, cidadão. Muitos meninos não se tornam jogadores profissionais e precisam estar preparados para o mundo sem a bola.

Publicidade Publicidade

O técnico, com passagens por São Paulo, Internacional e Grêmio, refletiu sobre os desafios enfrentados na hora de formar, educar e dar valores aos jovens atletas.

– Sempre enxerguei o futebol de base como uma grande potência educadora. Nós precisamos enxergar o todo. Fazer o exercício de se colocar no lugar de todas as partes envolvidas nesse nosso meio: atleta, empresário, imprensa, clube, família, time, treinador. Todos têm suas responsabilidades dentro do processo de formação e seus próprios pontos de vista – pontuou.

André Jardine também defendeu durante a sua participação a ideia do “caráter acima do talento” no indivíduo. Ele apresentou um slide retirado de uma das suas preleções realizada para o grupo que disputou o último Torneio Pré-Olímpico, na Colômbia, quando o Brasil garantiu a vaga nos Jogos Olímpicos do Japão.

Na tela apresentada, o treinador enumera os conceitos que permeiam seu trabalho junto aos atletas. Valores que transpassam as quatro linhas: time em primeiro lugar, amizade, zelo, união, brilho, coesão, comprometimento, responsabilidade, humildade, paixão e atenção.

Treino da Seleção Olímpica em Montenegro, Colômbia - 27/01André Jardine comandou Seleção Olímpica durante Torneio Pré-Olímpico no início de 2020

– Nossos valores decidem nosso caráter. Nosso caráter decide nosso valor – destacou

Jardine ressaltou ainda o poder da determinação. Segundo ele, fator transformador na construção do caráter e do espírito vencedor. Ele cita a história do pentacampeão Cafu como o maior exemplo desta força interior.

– O mundo ama o talento, mas recompensa os determinados – concluiu.

Também participaram do debate: Carlos Thiengo, doutor em Educação Física e instrutor da CBF Academy; Thais Toledo, assistente social; e Gabriel Almeida, psicólogo.

Sobre o CBF Academy Talks – Mesa Redonda

O programa de capacitação da CBF Academy traz muito conteúdo e convidados renomados em webinares exclusivos, via Youtube, que tratam de assuntos relevantes e atuais para o mercado do futebol. A ideia é manter a troca de experiências assistindo aos especialistas e aproximando o público destes profissionais que são referências em suas áreas.

Comentários no Facebook