Os alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Álvaro Castelo, localizada no município de Brejetuba, contam com a disciplina Eletiva “Aprendizagem digital – a escola na palma da mão”. A Eletiva surgiu da necessidade de inserir os alunos no mundo digital buscando um aprofundamento na construção de mídias digitais que favoreçam um aprendizado significativo.

A principal atividade é a criação de aplicativos para smartphones, inserindo o aluno no mundo da Matemática, das Linguagens, das Ciências Humanas e da Natureza. O propósito, além de desenvolver habilidades tecnológicas, é aguçar a curiosidade e a busca por desenvolvimento de aplicativos que promovam a sustentabilidade e inclusão digital e social.

Publicidade Publicidade

O projeto inicial se deu com a criação de uma calculadora que pode ser utilizada em aulas de Matemática. Para conseguir produzi-la, porém, foi necessário compreender termos em Inglês e realizar a sua tradução. A ação foi realizada pelo professor coordenador de área (PCA) de Ciências da Natureza e Matemática, Whydson Alexsandro Lopes; e pela professora de Língua Inglesa, Luana Gomes dos Santos.

“O uso de tecnologia em sala de aula passou de um diferencial para uma realidade. Trabalhar os cuidados com a rede, e ao mesmo tempo orientá-los na produção de jogos e aplicativos voltados para educação, é algo que possibilita um maior engajamento nas participações efetivas em sala de aula, buscando o protagonismo dos alunos”, disse Lopes.

Para a professora Luana Gomes dos Santos, o uso de aplicativos se tornou indispensável. “Os aplicativos, sendo utilizados de forma correta em sala de aula, podem facilitar muito o processo de ensino e aprendizagem. É gratificante ver os educandos sendo protagonistas na criação dos aplicativos para fins pedagógicos”, afirmou.

O aluno Luis Gustavo Capella Araújo Lopes disse estar gostando muito das aulas, por serem dinâmicas. “Achei muito interessante a aplicação de tecnologia em sala de aula. Nunca imaginei que conseguiria criar um aplicativo para smartphone. As aulas estão bem dinâmicas e estamos criando Apps que nos ajudam nas atividades escolares. Estou ansioso para iniciar o projeto de criação do App de tradução Português-Inglês. Os professores nos orientam, dão suporte e liberdade para criar as mídias”, frisou o estudante.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSeag divulga lista de selecionados na segunda etapa de contratação do Banco de Projetos
Próximo artigoMicro e pequenas empresas são os principais destinos dos financiamentos do Bandes com R$ 96,5 milhões
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 3512/ES, articulista, marqueteiro e consultor político, estudante de direito e vice-presidente da Adjori/ES - Associação dos Jornais do Interior do Espírito Santo - eleito para o biênio 2021-2023. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito, em 2016, para deputado estadual em 2018, e novamente para prefeito e vereadores, em 2020. É fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook