source

Olhar Digital

tv arrow-options
Reprodução

Dispositivo imersivo busca estimular o tato

Uma nova experiência na hora de assistir televisão foi anunciada. A Sony pretende inovar o mercado com seu novo alto-falante , o imersível SRS-WS1. Com o formato de um colar, o usuário veste o dispositivo, que transmite o som da TV juntamente com algumas vibrações.

Publicidade Publicidade

Funciona assim: basta conectar um transmissor à saída de áudio da televisão e, em seguida, vestir o SRS-WS1. O áudio é canalizado através do alto-falante do pescoço, junto com algumas vibrações. É similar ao conceito do Bose SoundWear, mas com funcionalidade e finalidade diferentes. Enquanto o Bose é um alto-falante versátil, o dispositivo da Sony é projetado especificamente para aprimorar a experiência de assistir TV.

O transmissor pode enviar áudio para dois alto-falantes de pescoço, ou seja, até duas pessoas podem usar e ter as mesmas sensações. Embora o SRS-WS1 se conecte ao celular através de um cabo, ele foi realmente projetado para uso doméstico. 

Em termos de bateria , a Sony diz que o alto-falante de pescoço funcionará por cerca de sete horas, permitindo até mesmo uma grande maratona de séries sem interrupções. A empresa diz que, quando a carga acabar, o carregamento completo levará cerca de três horas.

“O som dos alto-falantes envolve seus ouvidos, proporcionando uma experiência da vida real que o transporta para o mundo dos filmes e jogos”, diz a empresa. “As reverberações criam vibrações no ar que reproduzem um campo sonoro semelhante ao que você experimentaria em um local de música ao vivo”.

Reprodução/Sony

O dispositivo vem na cor cinza claro e emprega um tecido resistente a manchas na parte inferior que entra em contato com a pele. Além de possuir possui botões grandes e intuitivos que permitem controlar facilmente o alto-falante enquanto o usa.

Leia mais: Vida Fitness – conheça as tecnologias que vão te tirar do sofá

Mesmo em locais onde é preciso manter o silêncio, o SRS-WS1 continua com a mesma intensidade. Isso se dá por conta do local onde ele é vestido, reverberando próximo aos ouvidos. No entanto, é possível que esse sistema não se torne o futuro do entretenimento doméstico, visto que será vendido por um valor entre 250 e 300 dólares nos Estados Unidos.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorTG DE GUAÇUÍ REALIZADA SOLENIDADE COMEMORATIVA PELO DIA DA BANDEIRA
Próximo artigoNovembro Azul em Guaçuí com ações em todas as unidades
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 3512/ES, articulista, marqueteiro e consultor político, estudante de direito e vice-presidente da Adjori/ES - Associação dos Jornais do Interior do Espírito Santo - eleito para o biênio 2021-2023. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito, em 2016, para deputado estadual em 2018, e novamente para prefeito e vereadores, em 2020. É fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook