Taxa de juros menor para microempresas de municípios impactados pela tragédia de Mariana

0

A taxa mínima de juros do Fundo Desenvolve Rio Doce, linha de crédito com recursos da Fundação Renova foi reduzida de 0,79% para 0,59% ao mês. O fundo, gerido pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), é destinado às micro e pequenas empresas dos quatro municípios capixabas –Baixo Guandu, Colatina, Linhares e Marilândia – impactados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, Minas Gerais.

Com a mudança nas condições operacionais, microempresas e empresas de médio porte de qualquer município da área de abrangência do fundo podem solicitar um financiamento com valor entre R$ 10 mil e R$ 200 mil. Com a redução da taxa de juros, o crédito fica ainda mais vantajoso para quem procura os financiamentos.

Publicidade

Com esses recursos para capital de giro, as empresas podem, por exemplo, adquirir insumos, honrar pagamentos dos funcionários, fazer pequenas reformas, comprar mobiliário, dentre outras melhorias para alavancar os negócios. Essa é uma das menores taxas do mercado. O valor mínimo de contratação é de R$ 10 mil, e o máximo, R$ 200 mil. As empresas têm até 48 meses para pagar o financiamento, com até seis meses de carência para começar a quitar.

O Desenvolve Rio Doce foi criado a partir de uma parceria entre o Bandes, a Fundação Renova e o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

Para ter acesso aos financiamentos, os interessados devem procurar os consultores do banco, presentes nas agências Nossocrédito dos municípios de afetados pela tragédia no Estado. Depois da prospecção, a próxima etapa é o cadastro. Com a documentação correta, o processo segue para análise e aprovação. Mais informações no site www.bandes.com.br.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.