Programa Qualificar ES atende grupos sociais abrangidos por políticas públicas da Sedh

0

Os indígenas e os adolescentes socioeducandos do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) poderão participar de cursos específicos do Programa Qualificar ES, com base em suas demandas e necessidades. Portarias assinadas em parceria Secretaria de Estado de Direitos Humanos (Sedh) permitem a participação dos cidadãos abrangidos pelas políticas públicas executadas pela pasta.

Com o propósito de promover qualificação profissional, o programa é desenvolvido pela Secretaria da Ciência, Tecnologia Inovação e Educação Profissional (Secti) em conjunto com o Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

Publicidade

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo afirma que a educação, promovida pelo programa, é um importante direito humano. “O lançamento deste Programa coroa algo que para nós, da Sedh, é muito importante: a educação. Ofertar cursos para os jovens e adolescentes que estão no Iases e para grupos sociais que são abrangidos pelas políticas públicas da nossa Secretaria é mais do que dar oportunidades de qualificação profissional. É gerar uma vida mais digna e transformar realidades”, enfatizou.

Futuramente, estão previstos cursos voltados para ciganos, quilombolas, pomeranos, negros, camponeses, pessoas LGBTi+, jovens entre 15 e 29 anos e pessoas em situação de rua.

Qualificar ES Indígena

O Qualificar ES Indígena, uma das realizações do Programa Qualificar ES em parceria com a Sedh, atuará nas comunidades indígenas capixabas com cursos presenciais de incentivo ao empreendedorismo. De acordo com o cacique Fabiano da Silva Lemos, da aldeia Caieiras Velha, em Aracruz, a iniciativa é muito importante.

“Sempre insisti no discurso da necessidade da qualificação para o nosso povo, pois as vagas de emprego apareciam, mas pela falta de profissionalização, o desemprego persistia, tornando tudo mais difícil”, contou.

Nesta primeira oferta já estão disponíveis os cursos de Segurança do Trabalho (30 vagas) e Gestão de Projetos (30 vagas). Ambos têm 120 horas e serão realizados na Associação Indígena Tupininkim e Guarani, em Santa Cruz, no município de Aracruz.

Cursos para socioeducandos do Iases

Os jovens socioeducandos do Iases, com idade entre 15 e 29 anos, também poderão participar nos cursos do Qualificar ES. Para o diretor-presidente do Instituto, Bruno Nascimento, o Programa vai oportunizar uma profissão não só para os adolescentes que estão em cumprimento de medida socioeducativa, mas para os que já cumpriram.

“Além de aumentar a oferta de profissionalização para os jovens que cumprem medida, o programa amplia a oferta e oportuniza uma profissão para os adolescentes que estão na semiliberdade e para os egressos (que já estiveram em cumprimento de medida socioeducativa) que hoje buscam uma oportunidade no mercado de trabalho”, disse o presidente Bruno Nascimento.

A secretária de Estado de Ciência, Tecnologia Inovação e Educação Profissional, Cristina Engel, também comentou a parceria com o Iases por meio do novo programa de qualificação profissional da Secti.

“O Programa Qualificar ES tem a preocupação de atender, além da população capixaba de forma geral, demandas específicas do Estado, como os socioeducandos do Iases, que é o que essa parceria entre a Secti e o Instituto já vem possibilitando, mas agora com o Qualificar ES será mais intensificado”, destacou.

A secretária também ressaltou as prioridades da atual gestão. “O Governo do Estado tem um princípio de investir no jovem capixaba e, para isso, a nossa missão é gerar oportunidade para que ele possa atuar no mundo do trabalho. Nossa ideia é ofertar cursos em áreas do mercado em que praticamente não há crise, tornando possível a inserção deste jovem qualificado no mundo do trabalho, seja no trabalho formal, seja empreendendo para gerar a própria renda”, salientou.

Inscrições

Para o cidadão se inscrever, basta acessar o site do Qualificar ES no link www.qualificar.es.gov.br e preencher corretamente o formulário de inscrição. As inscrições terminam no dia 26 de maio. A seleção será por ordem de inscrição.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.