Iases participa de fórum em Brasília para discussão de medidas de socioeducação

0
Foto: Comunicação Iases

Representantes do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) participaram, nessa quarta-feira (08) e quinta-feira (09) da 1ª Reunião Técnica do Fórum Nacional de Dirigentes Governamentais de Entidades Executoras das Políticas de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fonacriad), em Brasília.

A diretora da Socioeducação, Fabiana Malheiros, e o diretor de Ações Estratégicas, Fábio Modesto, estiveram reunidos com atores do sistema socioeducativo de 17 Estados brasileiros. O objetivo do primeiro encontro foi apresentar os novos gestores dos Estados presentes e discutir as políticas públicas de medidas socioeducativas.

Publicidade

Para o diretor Fábio Modesto, o fórum permite o conhecimento e a troca de práticas aplicadas na socioeducação de outros Estados. É um intercâmbio que proporciona evolução.

“O Fonacriad permite voz ativa do nosso Estado de forma nacional. Já avançamos muito em nossos projetos e medidas socioeducativas, mas a troca de experiência permite uma análise do que ainda podemos avançar e do que já temos em prática de forma positiva”, disse o diretor.

Durante os dois dias, foram pautados assuntos como a regulação de vagas nas unidades socioeducativas, procedimentos de segurança e adolescentes egressos – que já estiveram em cumprimento de medida socioeducativa.

A diretora Fabiana Malheiros comentou que o encontro também permite reflexões sobre ajustes possíveis e medidas efetivadas com sucesso. “O Fonacriad fortalece e qualifica as ações e diretrizes das medidas socioeducativas, de acordo com o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo”, declarou a diretora.

Os participantes do encontro também realizaram visita técnica em uma unidade socioeducativa de Brasília. Além disso, foi elaborada uma agenda estratégica do fórum para o ano, com previsão de uma próxima reunião em agosto.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.